Razer lança versões sem fio de alguns de seus periféricos

A Razer anunciou nesta sexta-feira, 25, seus novos modelos de periféricos sem fio. São eles o BlackShark V2 Pro, DeathAdder V2 Pro e BlackWidow V3 Pro, que passam a oferecer total liberdade de movimento para os usuários. Com as novidades, os público terá à disposição uma linha de produtos favoritos da comunidade sem o incômodo dos cabos e com a tecnologia wireless Razer HyperSpeed, que oferece conexão estável e veloz entre o periférico e o computador.

“Cada vez que lançamos um produto, muitos fãs nos pedem uma versão sem fio. Ao equipar três de nossos periféricos mais populares com a tecnologia líder de mercado Razer HyperSpeed Wireless, atendendemos ao apelo da comunidade por um conjunto de dispositivos de alta performance wireless para jogos que não compromete o desempenho da gameplay.”

Alvin Cheung, vice-presidente sênior da unidade de negócios de periféricos da Razer.

A tecnologia HyperSpeed Wireless usa protocolos de dados otimizados e AFT (Adaptive Frequency Technology) para aumentar as velocidades de transmissão e estabilidade dos periféricos, oferecendo latência baixa de apenas 195 μs, 25% mais rápida do que de outras tecnologias sem fio. Já presente em mouses da marca, a tecnologia vinha sendo testada ​​por jogadores de eSports de todo o mundo, e agora chega aos principais fones de ouvido e teclados gamer da marca.

Razer BlackShark V2 Pro

O BlackShark V2 Pro melhora ainda mais os já avançados recursos de áudio e microfone do recém-lançado BlackShark V2 trazendo uma nova estrutura de microfone e uma câmara de som adicional. Graças à tecnologia Razer HyperSpeed Wireless, o headset oferece aos usuários áudio imersivo durante as partidas com alcance de até 12 metros de alcance e bateria de até 24 horas de duração.

O headset usa os mesmos drivers Razer TriForce Titanium de 50mm lançados com o premiado BlackShark V2. Agora, entretanto, tem uma câmara sonora adicional que oferece áudio de alta, media e baixa frequência com ajustes individuais para agudos mais nítidos, médios ricos e graves poderosos, deixando o som ainda mais claro e nítido para os jogadores. Já o o recurso THX Spatial Audio com perfis para jogos entrega áudio imersivo de 360 graus que dá real vantagem competitiva aos jogadores e torna o Razer BlackShark V2 Pro a melhor opção do mercado ente headsets para eSports.

Razer BlackShark V2 pro
Imagem: Divulgação

O modelo tem um novo microfone supercardióide Razer HyperClear de 9,9 mm. Com isolamento de som aprimorado, o periférico bloqueia ruídos ambientes vindos de trás e das laterais, oferece sensibilidade aprimorada para frequências de resposta mais baixas e de melhor qualidade, e clareza na captação de voz.

Leve (320g) e resistente, o BlackShark V2 Pro tem design de fone de ouvido fechado com almofadas revestidas em couro sintético para melhor cancelamento de ruído. Suas conchas auriculares têm espuma ultramacia para maior conforto e, assim como a haste de cabeça, utilizam FlowKnit, um tecido que reduz o suor e o calor nos pontos de contato.

Disponível no Brasil em novembro, o Blackshark V2 Pro terá o preço sugerido de R$ 1.999,00. Mais detalhes do modelo podem ser acessados aqui.

DeathAdder V2 Pro

Originalmente lançado em 2006 e com mais de 10 milhões de unidades vendidas em todo o mundo, o DeathAdder é o mouse mais popular da Razer e tem a confiança de grandes atletas profissionais de e-sports. Sua nova versão mantém o formato ergonômica icônico da linha com a aguardada adição da tecnologia sem fio Razer HyperSpeed.

O DeathAdder V2 Pro pesa apenas 88g e tem três modos de conexão: via BlueTooth com autonomia de bateria de até 120 horas de duração, via Razer HyperSpeed Wireless com baixíssima latência e até 70 horas de bateria, e via cabo Razer Speedflex, que carrega o periférico enquanto o usuário segue jogando.

razer deathadder v2 pro
Imagem: Divulgação

Os novos DeathAdder V2 Pro contam com a recém-atualizada segunda geração de switches ópticos para mouses da Razer, que oferecem cliques mais táteis e nítidos, diminuindo os riscos de acionamentos acidentais de comandos. Ultra-rápidos e confiáveis, os interruptores ópticos têm vida útil de 70 milhões de cliques, a maior do mercado.

Cada um dos oito botões programáveis do DeathAdder V2 Pro pode ser personalizado por meio do software gratuito Razer Synapse 3, com possibilidade de armazenamento de até 5 perfis na memória interna do periférico. O DeathAdder V2 Pro também pode ser carregado com o Razer Mouse Dock Chroma (vendido separadamente), tem sensor óptico Razer Focus+ de 20K DPI, alças laterais moldadas por injeção e grips laterais 100% de PTFE (politetrafluoretileno).

O DeathAdder V2 Pro estará disponível no Brasil em novembro com o preço sugerido de R$ 1.299,00. Para mais detalhes, acesse aqui.

BlackWidow V3 Pro

O teclado para jogos BlackWidow V3 Pro amplia a mundialmente conhecida família BlackWidow e é o primeiro modelo sem fio da marca. Equipado com a tecnologia Razer HyperSpeed Wireless, carrega todo o legado da família BlackWidow com uma configuração sem fios, bateria de até 200 horas de duração, switches mecânicos da Razer aprimorados e keycaps ABS Doubleshot.

Os switches mecânicos amarelos aprimorados do modelo são os primeiros com caixa transparente que permite brilho mais intenso da retroiluminação RGB. Além disso, em sua nova versão, os switches Razer Yellow são silenciosos, com amortecedores de silicone em cada tecla, e têm vida útil de até 80 milhões de cliques. Já as keycaps Doubleshot ABS são extremamente resistentes ao desgaste por uso contínuo.

razer BlackWidow V3 Pro
Imagem: Divulgação

O BlackWidow V3 Pro tem ainda uma moldura de alumínio sólida e durável, teclas de mídia dedicadas com um teclado digital multifuncional e um descanso de pulso de plush para maior conforto em partidas de longa duração. Pode ser usado com três conexões: Razer HyperSpeed Wireless, cabo USB-C destacável ou emparelhado por Bluetooth com até 3 dispositivos.

O modelo chegará ao Brasil em novembro com o preço de R$ 2.599,00. Para mais detalhes sobre o BlackWidow V3 Pro, clique aqui .

Álvaro Saluan

Doutorando em História e graduando em Ciências Sociais, é completamente apaixonado por videogames e escreve sobre há mais de três anos. Vê os jogos para além do entretenimento, considerando todo o processo como uma grande e diversificada arte.