Oddworld: Soulstorm ganha novos detalhes sobre gameplay

A Oddworld Inhabitants e a Sony divulgaram nesta segunda-feira, 5, novas informações sobre Oddworld: Soulstorm. Entre as novidades, estão detalhes de como chegar a diferentes finais do jogo e o modo de jogo level select, que pode ser desbloqueado após o jogador finalizar o game.

Oddworld: Soulstorm
Imagem: Divulgação

O game possui mais de 15 fases principais, com duas fases adicionais no fim do jogo, caso o jogador tenha feito um bom trabalho salvando os Mudokons (para um total de 17 fases). Há quatro tipos de final para o jogo. No fim de cada fase, é recebida uma pontuação Quarma baseada no número de Mudokons salvos. Então o player deve salvar pelo menos 80% dos Mudokons de uma fase para conseguir uma pontuação boa, mas tecnicamente não é preciso salvar nenhum para terminar as 15 fases principais do jogo. Entretanto, salvar os 80% é crucial se o objetivo for destravar as fases 16 e 17. 

Em resumo:

  • Pior final – Salve 80% dos Mudokons em 6 fases ou menos.
  • Final ruim – Salve 80% dos Mudokons em 7 a 11 fases. Prepare-se para cenas cinemáticas exclusivas.
  • Final bom – Salve 80% dos Mudokons em 12 fases ou mais. Destrave mais cenas cinemáticas e acesso às fases 16 e 17.
  • Melhor final – Salve 80% dos Mudokons em todas as 17 fases. Aproveite a “cinemática do jornal.”

Além disso, depois do fim do jogo, é desbloqueado o Level Select. Neste modo, o jogador pode jogar qualquer fase novamente, quantas vezes quiser. Com ele é possível fazer o replay das fases para melhorar os pontos Quarma e obter mais troféus. E mais importante, se o player não destravou o final que deseja, ele pode tentar salvar mais Mudokons e conseguir o fim desejado.

Sobre Oddworld: Soulstorm

Em Oddworld: Soulstorm, você recomeça onde New ‘N’ Tasty parou. Abe passou por uma transformação indesejada e deixou de ser uma engrenagem Mudokon inocente, e está literalmente prestes a ser mastigada pela grande máquina corporativa dos Glukkons, para se tornar um herói improvável, um raio de esperança. 

Mas Abe é uma representação verdadeira de cada pessoa, independentemente da idade, cor, sexo ou preferência sexual ou política. Abe era uma pessoa que passava a vida inteira ignorando o que estava acontecendo ao seu redor. Quando ele acordou, se deparou com uma realidade desconfortável e não teve escolha a não ser aderir à mudança. Ele pode até não gosta de ser um herói, mas sempre houve e ainda há uma grandeza dentro dele. Um propósito maior. Um bem maior. Tudo isso o colocou e ainda coloca ele em enormes apuros.   

Além disso, se alguém como Abe, que tem que superar probabilidades quase impossíveis, pode ser um símbolo de esperança e potencialmente mudar o mundo ao seu redor, talvez você também possa.  As revoluções começam pequenas e são construídas a partir de lugares inesperados. Você e o Abe fazem parte do começo.

Por fim, em Oddworld: Soulstorm você vai começar a entender que o poder das massas será necessário para resolver problemas que um indivíduo sozinho não é capaz. Nos jogos típicos da Oddworld, isso leva aos momentos mais hilariantes e devastadores, que sempre foram um alicerce dos jogos com o Abe. 

O game será lançado amanhã, dia 6, com versões para PlayStation 4, PlayStation 5 e PC, via Epic Games Store. Além disso, o título será incluso no benefício PS Plus, sendo um dos jogos de PS5 gratuitos para este mês.

Leandro Paiva

Um estudante de jornalismo e o primeiro estagiário do site. Degustador nato de coxinha e pizza fria com ketchup. Amante de RPG, principalmente aqueles em que é possível pescar em vez de fazer a missão principal. Piadista em tempo integral e um grande degustador de café. Defensor de Batman vs Superman e da DC em geral nas horas vagas.